Home     Semen     Angus     Links     Contatos
 
 
 
 

Renascimento do Red Angus

 

Em 1945, surgiu o primeiro de vários criadores americanos que começou a seleccionar e cruzar Red Angus produzidos nos melhores rebanhos de Aberdeen-Angus de cor preta da América. Em 1954, um número suficiente de rebanhos já se tinha estabelecido para formar uma organização de criadores conhecida como “Red Angus Association of America”.

 

Temporariamente instalada em Sheridan - Wyoming, a Red Angus Association foi criada por sete inovadores criadores de gado como o primeiro registo de raça de desempenho dos Estados Unidos. Em Agosto de 1954, o primeiro presidente da Associação, Mr. Waldo Forbes, resumiu esta visão dos membros fundadores:

A política da Associação (Red Angus) é desencorajar as práticas mais artificiais de produção de gado pura raça... ao invés, em testes objectivos, na sua maior parte consistindo de comparações, dentro dos rebanhos, de factores de reconhecida importância economiza e conhecida hereditariedade...Ao tornar isto parte integrante do sistema de registo, os criadores de Red Angus acreditam que é possível fazer um progresso ainda mais rápido rumo ao objectivo final, que é uma produção de bois mais eficientes.”

 

Apesar de não haver diferenças entre os animais de cor vermelha e os de cor preta, existem alguns atributos ligados à cor da pelagem que podem melhor adaptar os animais às diferentes circunstâncias, nomeadamente às condições climáticas. A cor vermelha tem a capacidade de se adaptar a uma gama mais vasta de condições climáticas que se encontram em todo o mundo. Como a cor vermelha reflecte melhor a luz solar que animais de cor preta faz com que animais de pelagem vermelha seja a melhor opção para países de clima tropical. Tem também vantagens em algumas zoonoses que não aparecem no nosso país mas que existem em países tropicais como é o caso da mosca de chifre de Búfalo pois esta é mais atraída para o gado com pelagem preta.